Cantos das Cidades 9 – Falta de sol (PE)

Vista de Olinda

Pernambuco é um dos Estados brasileiros mais férteis no que toca a criatividade. Ainda mais que eu já viajei muitas vezes a turismo ou a trabalho, tendo conhecido lugares e pessoas. Ali, fiz amigos que sempre proporcionam reencontros festivos em almoços lamentavelmente curtos ou noites ébrias e efusivamente longas. Porém, mesmo com tantos conhecidos na capital pernambucana ou recifenses residentes em Natal, tive extrema dificuldade em encontrar alguém disposto a me ajudar a escrever uma história que se passasse naquelas terras. Tentei com os companheiros Rafoso, depois com a redatora publicitária Juliana Lisboa, em seguida com o diretor de criação Cristiano de Souza e, por fim, com o analista de sistemas Gil Limpeza. Todos se dispuseram, num primeiro momento a ajudar-me, para depois ignorarem solenemente meus apelos.

Até que decidi quebrar uma regra que havia me auto-imposto na elaboração dos contos deste livro. Resolvi apelar para um amigo escritor, algo que eu, a princípio preferia não fazer, dando a oportunidade de que outras pessoas participassem da brincadeira. Foi aí que entrou em campo o romancista, publicitário e jornalista Paulo Costa, ou Costner para alguns amigos do tempo em que ele viveu em Natal. Mandei para ele os dois contos que havia escrito, passados em Pernambuco. O primeiro se baseia na música “Falta de Sol” do Eddie e se passa em Olinda. É  a história de Flor, uma mulher que decide se alimentar de luz. O segundo, se passa em Recife, mas não vou falar dele agora. Esta postagem serve para que eu dê a ótima notícia de que Paulo teve palavra e foi rápido na contribuição que fez nos contos, incluiu partes essenciais para as narrativas e melhorou (e muito) as histórias.

 

Paulo Costa, embaixador de Pernambuco no "Cantos das Cidades", co-autor de dois contos do livro.

Afirmo, feliz da vida, que “Falta de Sol” será um dos melhores contos do “Cantos das Cidades”.

 Confiram agora um aperitivo rápido:

 “…Flor queria encarar seu novo momento com seriedade, com profundidade. Passaria a habitar um plano acima dos demais, em paz consigo mesmo, com a vida e com os outros seres humanos que são, tipo assim, criaturas lindas de Deus, sabe?

 Já que ia mesmo se alimentar de luz, Flor deveria tomar cuidado para não exagerar na dose. O verão chegou com força em Olinda naquele ano e Flor não podia sair por aí a toda hora, subindo e descendo ladeira sob o risco de terminar a estação bastante rechonchudinha, vermelha como camarão de praia, aqueles cozidos na água e sal, que passam o fim de semana tomando sol no plástico dos ambulantes. Era preciso seguir uma dieta balanceada de complexos UVA e vitaminas UVB, além de raios de fim de tarde, que são bem menos gordurosos do que as lipídicas radiações a que nos submetemos entre as 10 da manhã e as 14 horas. Se quiser tomar um milk shake de colesterol solar, sugiro que saia da sombra ao meio dia. Seria um almoço nada nutritivo pra você. O mundo poderia ser mais feliz sem fome, com todo mundo irradiando luz, alimentando-se de sol…”

 Obrigado, Paulo, autor do livro “Balada para uma serpente” e responsável pelos seguintes endereços virtuais:

www.blogpaulocosta.blogspot.com
(Meu portfolio: vídeos, projetos de televisão, documentários, campanhas políticas e publicidade)

www.myspace.com/paulocosta62
(Criações para rádio)

www.comunicausos.blogspot.com
(Ideias e novidades da comunicação)

www.baladaserpente.blogspot.com
(Versão virtual do meu livro publicado pela Bagaço, em 2001. Policial noir ambientado na cena mangue)

E obrigado ao Eddie por ter composto essa música que gosto tanto.

Anúncios

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: