Coluna da Digi # 110 – O aniversário do Sr. Bira

Em 2010, esqueci o aniversário do Senhor Bira. O jeito foi escrever uma crônica pra me desculpar. Em 28 de outubro passado, publiquei na Coluna da Digi. 

O Senhor Bira gostou.

***

O aniversário do Senhor Bira

Quando éramos pré-adolescentes o que havia de mais moderno eram as festas americanas. Levávamos comida e refrigerante e tentávamos vencer a timidez de meninos buchudos e beradeiros com as meninas mais bonitas da escola (aliás, vocês já notaram como as meninas mais bonitas da escola são maltratadas pelo tempo? Viram cada baranga!).

Depois, na juventude e vida adulta, os churrascos, festas e reuniões de amigos ganharam um novo componente entorpecente, uma vez que passaram a ser regadas com álcool. Mas uma coisa não mudava. No dia 25 de outubro, o motivo do encontro era o mesmo: celebrar o aniversário do Senhor Bira.

Teve até uma época em que ele fazia muitos churrascos e para ter argumentos fortes o bastante para convencer todos os amigos a comparecerem, dizia sempre que era seu aniversário.

 – Mas, Seu Bira, estamos em abril. Seu aniversário é só lá pro fim do ano.

– E daí? A Destaque não organiza um carnaval em dezembro e todo mundo acha o máximo?

E foi assim que o Sr. Bira passou a ser o único natalense com 4 datas de aniversário por ano. Mas eu, ortodoxo que sou, só dava parabéns no dia 25/10.

Eu era implacável. Sempre fui bom nisso. Um Dirty Harry da lembrança. Todo dia 25 de outubro, era um dos primeiros a contactá-lo para transmitir meus votos de felicidade. Era minha obrigação, certamente. Afinal, o Sr. Bira é um dos meus melhores e mais antigos amigos. Estudamos na mesma escola, veraneamos na mesma praia, cutíamos rock num mesmo ambiente hostil e adepto da monocultura natalense, jogávamos futebol e basquete, demos força um para o outro em momentos difíceis (mortes de entes queridos, mulheres que nos deixaram) e também estivemos presentes nas melhores horas (aprovação no vestibular, sucessos na carreira profissional, casamento – o dele, que fique claro.). Até hoje temos os mesmos amigos, a mesma turma. Por tudo isso, eu não poderia esquecer seu natalício nunca nesta vida.

Sendo assim, a pergunta é uma só: por que diabos eu esqueci de, no dia 25/10 passado transmitir-lhe meus parabéns? Será a idade? Um lapso? Tive uma dia atípico?

Bem, a verdade é que eu até lembrei. Passei o dia inteiro repetindo como um mantra: “Tenho que ligar pro Seu Bira. Tenho que ligar pro Seu Bira…”, mas acabei deixando pra mais tarde e… vocês já sabem. Acontece com quase todo mundo. Findei esquecendo.

Então, Sr. Bira, este finzinho vai pra você. Foi mal ter esquecido de dar os parabéns no seu dia. Ato falho (ou seria ato Fialho?) que tento corrigir por meio deste texto.

Feliz aniversário.

…atrasado.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: