Archive for 11 de maio de 2011

Joacy Paschoal, tenho uma parada pra lhe contar!

maio 11, 2011

No próximo sábado, no Novo Jornal (@NovoJornalRN) publicarei a crônica “Rei, rei, rei! É o casamento gay!” a favor da aprovação da união homoafetiva pelo STF. Quando estava escrevendo, lembrei de um textinho antigo meu de 2007, ano em que estava em São Paulo no fim de semana da Parada Gay de lá e compareci ao evento com o pessoal da PPPP (Poder Para o Povo Potiguar), jornalistas conterrâneos que vivem na pauliceia. Na ocasião “homenageei” um político local que fazia da intolerância sua principal plataforma. Resgatei o texto e publico tal como saiu na época logo aí embaixo.

Boa leitura!

***

Joacy Paschoal, tenho uma parada pra lhe contar!

Joacy querido, babado fortíssimo, viu? Domingo passado umas 3 milhões de pessoas, segundo os bofes da organização, estiveram na Avenida Paulista para uma manifestação super astral que abalou Bangu. Inclusive acho muito importante que você fique sabendo de tudo o que rolou. Quer dizer, tudo não, né? Essa aqui é uma coluna de família. Mas sério, pensei muito em você, sabe? Se a sua rejeição à união dos bofes, sua intolerância a formas alternativas de amor, sua militância contra os direitos dos gays não são formas de auto-afirmação como macho numa sociedade poder de brega em que vivemos. Não precisa disso, lindo! Deixe de insegurança boba e vamos pra frente.

Aliás, você ia A-DO-RAR a parada que rolou aqui. Libélulas coloridas, Penélopes Charmosas, Isabelitas, Drags, travestis e gente hétero também. É, isso mesmo! Héteros como você, belo. A mensagem não era nem de tolerância, que eu acho essa palavra o ó. o lance era mais de aceitação mesmo, sabe? Pois aceitação é algo muito assim mais tudo de bom. E eu gosto de coisa boa, viu? Sou chique, benhê! Pra mim, a palavra tolerância já é um preconceito e, cá entre nós, queridinho, preconceito é UM HOR-ROR! Afe!

Não sei se você tem mais ou menos idéia de quantos são 3 milhões de pessoas. Dá 3 vezes a população de Natal. Menino, é gente demais. Só tu vendo que escândalo. E talvez você tenha visto, pois um bonitón como você, todo atualizado no noticiário… Quer dizer, a julgar pelas idéias mega-retrôs, você não é tão atualizado não, mas vá lá, o Fantástico você assiste, né? Você devia estar aqui curtindo numa boa, respeitando e sendo respeitado, vendo que o evento pregava paz, amor, liberdade e diversos outros valores super-positivos. Será que aquelas 3 milhões de almas perderam um lugar no céu? Será? Pôxa, se perderam, sei não, hein! Mas acho que o céu vai ser bem mais desanimado do que poderia ser.

Se eu sou gay? Não, tolinho. Estou só sendo irônico. Acho que o fato de eu ter passado a parada inteira procurando um bar que estivesse transmitindo América e Corínthians depõe a meu favor. E falando nisso, como é que o América me perde outro jogo em casa, hein?! No dia da parada gay de Sampa foi ele que tomou… tomou… Ah, tomou de virada! Mas voltando à vaca fria, perguntei pra um amigo meu paulistano se sempre que tem esse tipo de evento, a avenida fica cheia desse jeito. Ele disse que não. “A parada Gay é muito popular, mas tem também a dos evangélicos que chega a ser maior.” Gostei de saber essa informação. Não sei o que ela diz pra você, mas pra mim significa que tem espaço pra todo mundo. E lembre-se, aceitar as diferenças é o canal!

Um grande beijo.

Informativo JEs – Maio de 2011 – Lançamento(s) de Silas

maio 11, 2011

Maio de 2011, um mês que vai ficar para a história de nossa Editora. Tudo porque daremos um passo adiante em nossa trajetória de publicações, lançando sob a estampa de nossa logo um autor que alcançou grande projeção e respeito em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

# SÉRGIO FANTINI (MG)

Sérgio Fantini é mineiro e desde o fim dos anos 70, publica prosa e poesia, fazendo parte de uma geração de autores brasileiros à qual também pertenciam Luiz Roberto Guedes, Marçal Aquino, Marcelo Carneiro da Cunha, Jetter Neves e tantos outros. Em 1991, sua novela “Diz Xis” chamou a atenção da cena literária independente do sudeste, fazendo surgirem convites para participação em antologias ficcionais de grandes editoras e projetando definitivamente o autor como um dos destaques da nova prosa brasileira.

 

O autor Sérgio Fantini

# INTERCÂMBIOS LITERÁRIOS

Em 2007, por ocasião do lançamento do livro “É Tudo Mentira!” de Carlos Fialho em Belo Horizonte, que ajudou a divulgar e organizar, Sérgio tomou conhecimento do trabalho dos Jovens Escribas. A partir deste contato e consequente amizade, surgiu a possibilidade de uma publicação do autor pela editora potiguar.

Sérgio Fantini com Carlos Fialho em passagem anterior por Natal

 # SILAS

O resultado destas conversações é o livro “Silas” que está sendo lançado para celebrar os 50 anos do escritor mineiro e os 20 anos da publicação de “Diz Xis”. A obra conta a história da vida do protagonista da novela que revelou a prosa de Sérgio Fantini para o Brasil. “O livro é uma espécie de biografia do personagem que já me acompanha há 20 anos.”, afirma o autor. 

 

Capa do livro por Maurício Fontinele e Danilo Medeiros.

# LANÇAMENTOS

“Silas” será lançado em 6 capitais nos próximos dias:

Belo Horizonte/MG: 10/05, 19h, Restaurante Casa dos Contos, Rua Rio Grande do Norte, 1065, Funcionários.

Natal/RN: 16/05, 20h, Gringo´s Bar, Av. Praia de Ponta Negra 9012, Ponta Negra (atrás do restaurante Camarões original).

João Pessoa/PB: 17/05, 20h30, Projeto Café em Verso e Prosa – Empório Café, R. Coração de Jesus, 199, Tambaú.

Fortaleza/CE: 18/05, 19h, Café Vitrola, Av. 13 de Maio, 2861.

São Paulo/SP: 30/05, 19h, Mercearia São Pedro, Rua Rodésia, 34, Vila Madalena.

Rio de Janeiro/RJ: 01/06, 19h, Bar Estrelato, Travessa dos Tamoios, 32/B, Flamengo.

# EM NATAL

Na capital potiguar, a festa será na segunda-feira (16 de maio) a partir das 20h no Gringo’s Bar, em Ponta Negra.

  

# JOVENS ESCRIBAS CONVIDAM

Aproveitando a passagem pela cidade, Sérgio participa do projeto “Jovens Escribas Convidam”, conversando com alunos de escolas públicas sobre a importância da leitura e também com estudantes de Letras sobre sua carreira literária e experiência como escritor. O debate para alunos de Letras será aberto ao público a partir das 18h do dia 16 de maio no auditório da UnP da Floriano Peixoto.

# SEBO CATALIVROS

Em abril os Jovens Escribas doaram exemplares de todos os seus títulos disponíveis,  além diversos livros e revistas culturais pertencentes aos acervos pessoais dos editores ao Sebo Catalivros de Jácio e Vera. Tentando reerguer o antigo espaço da Av. Xavier da Silveira, que sofreu recentemente um incêndio devastador, o casal tem recebido doações na unidade da Av. Salgado Filho, próximo ao IFRN.

 Jácio do Catalivros recebendo exemplares dos Jovens Escribas.

 # CIRCUITO RIBEIRA

Na edição do Circuito Ribeira de 1º de maio último, os Jovens Escribas promoveram um bazar de livros e camisetas, participando do evento que, por iniciativa de agentes culturais locais, está movimentando o bairro portuário a cada início de mês. No início de junho estaremos lá de novo.

Patrício Jr, Daniel Minchoni e Carlos Fialho no Bazar dos Jovens Escribas no Circuito Ribeira.

 # COOPERATIVA CULTURAL

Os livros dos Jovens Escribas e do selo Bons Costumes já podem ser encontrados na livraria “Cooperativa Cultural” no Centro de Convivência da UFRN. Agora, alunos, professores e membros da comunidade universitária podem encontrar nossos títulos bem mais facilmente.

 

# CAMISETA AMARELA

E já está à venda a camiseta amarela dos Jovens Escribas. Este é o último modelo confeccionado para bancar a publicação do livro “É Preciso ter Sorte quando se está em Guerra” de Pablo Capistrano. Reserve já a sua respondendo este e-mail e recebam em mãos.

 

# LOJA VIRTUAL

A nossa loja virtual decolou de vez. Compre nossos livros com o cartão de crédito e receba em casa. Fiquem de olho nas promoções especiais e pacotes exclusivos para as vendas virtuais. Passem lá: www.jovensescribas.com.br

Informativo JEs – Abril de 2011 – Pés no Caminho, Do Fundo do Poço e um tal de Silas.

maio 11, 2011

Amigos, chegamos a abril e o trabalho continua a todo vapor. Pedimos licença para entrarmos mais uma vez em suas caixas postais para desejar um ótimo fim de semana e divulgar as mais recentes ações.

 # BONS COSTUMES – PÉS NO CAMINHO, CAMPO DE ESTRELAS

Primeiro de tudo, saiu nossa primeira publicação do ano. O livro de Ana Célia Cavalcanti, “Pés no Caminho, Campo de Estrelas – O Caminho de Santiago pela Galícia” foi lançado pelo selo “Bons Costumes” que atende a escritores que queiram tornar realidade seus livros escritos. Para o segundo semestre, já estamos conversados para mais 3 lançamentos. É o selo “Bons Costumes” contribuindo com a viabilidade da Editora Jovens Escribas.

 

A capa do livro e a autora na noite de autógrafos com os irmãos João Hélder, Carito e Mário Ivo.

 # LOJA VIRTUAL

E as vendas da loja virtual dos Jovens Escribas estão a todo vapor. Com ótimas opções de livros para ler e presentear os amigos. Comprem nossos livros e recebam com frete grátis em todo o país.

 

# JOVENS ESCRIBAS CONVIDAM

No mês de março, esteve em Natal um dos melhores escritores brasileiros contemporâneos. Joca Reiners Terron, o grande vencedor do Prêmio Machado de Assis de Melhor Romance de 2010, veio participar do projeto Jovens Escribas Convidam. Joca conversou com 100 alunos da escola estadual Anísio Texeira sobre o prazer da leitura. Em seguida, bateu papo com mais 100 estudantes, dessa vez do curso de Letras da própria UnP sobre o ofício de escritor e trajetória.

Joca Terron conversa com alunos da rede estadual de ensino sobre o prazer e a importância da leitura.

Por fim, promovemos o lançamento do livro “Do fundo do poço se vê a lua”, o mais recente romance do autor, que recebeu o prêmio de melhor do ano da Fundação Biblioteca Nacional.

 

Patrício Jr, Pablo Capistrano, Carlos Fialho no lançamento do livro de Joca Terron.

# CAMISAS

Todos os modelos masculinos se esgotaram, mas ainda temos camisas verde e preta em versão babylook para a jovens que se interessarem. A boa notícia é que já levantamos uma boa parcela da grana que vai pagar o livro de Pablo Capistrano que, aliás, vai pra gráfica semana que vem. Encomendem suas blusas, garotas. Ainda dá tempo.

O dramaturgo Henrique Fontes e o artista gráfico Caio Vitoriano já garantiram suas camisetas.

# PRÓXIMO LANÇAMENTO : SÉRGIO FANTINI

Em maio, após meses de conversa, os Jovens Escribas lançarão o primeiro autor de expressão nacional. Sérgio Fantini, contista mineiro que, a partir dos anos 80, figurou junto a nomes como Luiz Roberto Guedes, Marçal Aquino, Jeter Neves, entre outros, como figuras destacadas na prosa brasileira surgida naqueles anos.

 

Sérgio Fantini, o próximo autor a ser lançado pelos Jovens Escribas

 O livro “Silas”, que será lançado em Natal no dia 16 de maio próximo, marca os 50 anos do autor e também os 20 anos da novela “Diz xis”, que revelou o escritor para o cenário literário brasileiro. “Dis xis”, inclusive, faz parte do livro que será lançado pelos Jovens Escribas também em Belo Horizonte (10 de maio), João Pessoa (17 de maio), Fortaleza (18 de maio), Rio de Janeiro (1º de junho) e São Paulo (também em junho, mas ainda sem data). A capa do livro, aliás, está belíssima, trabalho do ilustrador e designer Maurício Fontinele ( @maufontinele ) e do diretor de arte Danilo Medeiros.

Confiram: