Joacy Paschoal, tenho uma parada pra lhe contar!

No próximo sábado, no Novo Jornal (@NovoJornalRN) publicarei a crônica “Rei, rei, rei! É o casamento gay!” a favor da aprovação da união homoafetiva pelo STF. Quando estava escrevendo, lembrei de um textinho antigo meu de 2007, ano em que estava em São Paulo no fim de semana da Parada Gay de lá e compareci ao evento com o pessoal da PPPP (Poder Para o Povo Potiguar), jornalistas conterrâneos que vivem na pauliceia. Na ocasião “homenageei” um político local que fazia da intolerância sua principal plataforma. Resgatei o texto e publico tal como saiu na época logo aí embaixo.

Boa leitura!

***

Joacy Paschoal, tenho uma parada pra lhe contar!

Joacy querido, babado fortíssimo, viu? Domingo passado umas 3 milhões de pessoas, segundo os bofes da organização, estiveram na Avenida Paulista para uma manifestação super astral que abalou Bangu. Inclusive acho muito importante que você fique sabendo de tudo o que rolou. Quer dizer, tudo não, né? Essa aqui é uma coluna de família. Mas sério, pensei muito em você, sabe? Se a sua rejeição à união dos bofes, sua intolerância a formas alternativas de amor, sua militância contra os direitos dos gays não são formas de auto-afirmação como macho numa sociedade poder de brega em que vivemos. Não precisa disso, lindo! Deixe de insegurança boba e vamos pra frente.

Aliás, você ia A-DO-RAR a parada que rolou aqui. Libélulas coloridas, Penélopes Charmosas, Isabelitas, Drags, travestis e gente hétero também. É, isso mesmo! Héteros como você, belo. A mensagem não era nem de tolerância, que eu acho essa palavra o ó. o lance era mais de aceitação mesmo, sabe? Pois aceitação é algo muito assim mais tudo de bom. E eu gosto de coisa boa, viu? Sou chique, benhê! Pra mim, a palavra tolerância já é um preconceito e, cá entre nós, queridinho, preconceito é UM HOR-ROR! Afe!

Não sei se você tem mais ou menos idéia de quantos são 3 milhões de pessoas. Dá 3 vezes a população de Natal. Menino, é gente demais. Só tu vendo que escândalo. E talvez você tenha visto, pois um bonitón como você, todo atualizado no noticiário… Quer dizer, a julgar pelas idéias mega-retrôs, você não é tão atualizado não, mas vá lá, o Fantástico você assiste, né? Você devia estar aqui curtindo numa boa, respeitando e sendo respeitado, vendo que o evento pregava paz, amor, liberdade e diversos outros valores super-positivos. Será que aquelas 3 milhões de almas perderam um lugar no céu? Será? Pôxa, se perderam, sei não, hein! Mas acho que o céu vai ser bem mais desanimado do que poderia ser.

Se eu sou gay? Não, tolinho. Estou só sendo irônico. Acho que o fato de eu ter passado a parada inteira procurando um bar que estivesse transmitindo América e Corínthians depõe a meu favor. E falando nisso, como é que o América me perde outro jogo em casa, hein?! No dia da parada gay de Sampa foi ele que tomou… tomou… Ah, tomou de virada! Mas voltando à vaca fria, perguntei pra um amigo meu paulistano se sempre que tem esse tipo de evento, a avenida fica cheia desse jeito. Ele disse que não. “A parada Gay é muito popular, mas tem também a dos evangélicos que chega a ser maior.” Gostei de saber essa informação. Não sei o que ela diz pra você, mas pra mim significa que tem espaço pra todo mundo. E lembre-se, aceitar as diferenças é o canal!

Um grande beijo.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: