Archive for the ‘Fotos’ Category

Lançamento “É preciso ter sorte quando se está em guerra.” – Imagens

setembro 16, 2011

Ontem, 15 de setembro de 2011, foi lançado o mais novo livro do autor Pablo Capistrano, o 15º lançado pelos Jovens Escribas. A obra, chamada “É preciso ter sorte quando se está em guerra.” atraiu muitos amigos e leitores de Pablo à livraria Siciliano do Natal Shopping. Logo abaixo, vocês poderão ver alguns momentos do evento.

Pablo Capistrano e o vereador George Câmara

Professor Daladier da Cunha Lima - Reitor da FARN

Pessoal do Natocatem.com.br entrevistam Pablo.

O diretor de cena Anselmo Duarte Jr.

Tirzah Petta e Thiago Lajus. Ele, vestindo Jovens Escribas "Caça-palavras"

Família Capistrano: Antônio, Pablo, Dr. Franklin e Vladimir

Diógenes da Cunha Lima - Presidente da Academia Norte-riograndense de letras

Carol Carvalho veste Jovens Escribas "Caça-palavras"

 

Adriano de Sousa da Editora "Flor do sal"

Henrique Fontes, Pablo, Simona Talma, Quitéria Kelly e Charlote. Henrique veste Jovens Escribas "Sopa de letrinhas".

Carol Carvalho, Nina Barbalho, eu e Luciana Lima. Todos vestindo Jovens Escribas.

Carito Cavalcanti

Yuno Silva

Andrei Gurgel e Danilo Medeiros. Na foto, modelos de camisas Jovens Escribas "Teclas" e "Sopa de letrinhas".

Quitéria Kelly, Simona Talma, Patrício Jr., Márcio Benjamin e Hélber Volpini

 

Fernando Liberato e eu

Deputado Fernando Mineiro recebe seu exemplar autografado...

... e posa para fotografia com o autor.

 

Pablo, Ana Cláudia e a caçula, após a cansativa noite de autógrafos. Semblantes cansados, mas sensação de dever cumprido.

Jovens Escribas – Eu visto essa camisa!

setembro 12, 2011

Nos últimos meses, os Jovens Escribas promoveram uma ação para arrecadar recursos para custear o novo livro de Pablo Capistrano, “É preciso ter sorte quando se está em guerra”. Abaixo, segue uma breve galeria de fotos com algumas das pessoas que nos ajudaram com esta iniciativa.

Thiago Lajus, Carlos Fialho, Vicente Vitoriano e Dimetrius Ferreira

Patrício Jr.

Caio Vitoriano

Joca Reinners Terron

Sérgio Fantini

Nina

Ana Morena

Fernando Liberato

Henrique Fontes

Ramon, Fábio e Beto.

Leandro Menezes

Sávio

Pablo Capistrano

Muito obrigado a todos que nos ajudaram e quem quiser adquirir a sua camisa, ainda restam camisas amarelas masculinas e femininas (babylook) e também verdes e pretas em tamanhos P e M femininas (babylook). Custam R$ 35 cada, duas por R$ 60 ou três por R$ 75.

 

Jovens Escribas – Lançamento de “O Verso e o Briefing” – Imagens

setembro 9, 2011

 

Clotilde Tavares autografa o livro bonitão com capa e diagramação de Danilo Medeiros.

 

Ana Morena, Clotilde e Rômulo Tavares. Família que faz arte unida, permanece unida.

 

Eu, Clotilde e Patrício.

 

Jão, Rayssa e Clotilde

O homem por trás dos renomados Óculos Volpini: Hélber.

 

Carlos e Nina Fialho, lindinhos. S2

 

Quitéria e Charlote pretigiam Clotilde.

Só os caras: Adriano de Sousa, Carlos Fialho, Lucílio Barbosa, Patrício Jr. e Rômulo Tavares (o enviado).

 

O making of da foto anterior.

 

Eu, Nina, Patrício e Quitéria.

 

Vicente Vitoriano e Maria Nunes. Só tinha gente bonita.

 

O ex-prefeito Carlos Eduardo. Só tinha gente importante.

 

Lucílio e Liane. Só tinha gente bacana.

 

Thiago Lajus e Dimetrius Ferreira tietam Vicente Vitoriano e Carlos Fialho. Só tinha gente mazela.

Apontamentos Desconexos # 7 – Reunião dos Jovens Escribas, coluna de sábado e mais fotinhas.

julho 7, 2011

# Reunião Jovens Escribas – julho de 2011

No último domingo, me encontrei com Patrício Jr e Daniel Minchoni, meus sócios na Editora Jovens Escribas para tratar das ações de dominação mundial que empreenderemos neste segundo semestre. Planos que envolvem grandes nomes como Clotilde Tavares, Pablo Capistrano, Cláudia Magalhães e vários outros e que não vou contar hoje. Mas fiquem com o registro fotográfico de nosso encontro.

Minchoni, Patrício e eu no último domingo.

 

# Neste sábado do Novo Jornal

No próximo sábado, minha coluna do Novo Jornal vai se chamar “Ânderson Miguel – o nosso Brás Cubas”. Quem tiver curiosidade, procure seu exemplar na banca mais próxima.

 

# Férias

Passei metade do mês de junho de férias com Nina. Abaixo, umas fotinhas pra ilustrar.

Na Grécia, participamos dos protestos. Na verdade, minha participação se resumiu a esta foto de apoio com cara de galado. Mas tá valendo, né não?

 

Do alto da montanha, se vê ao longe.

Tivemos que nos adaptar à culinária local. Mas vencemos o desafio.

Também provamos as exóticas bebidas locais.

Mas pelo menos ajudamos a economizar água.

Tivemos que descansar onde dava pra nos encostar.

O sol demorava muito a se pôr. O jeito era esperar.

Chuuuupa, Marina Badauê!

Bem, por hora é isso. Depois subo aqui mais fotos da Grécia e algumas da Espanha.

 

Apontamentos Desconexos # 6 e Fotinhas bacaninhas

julho 5, 2011

Mês passado, o Comitê Analytics, braço digital do Comitê comandado por @thiagolajus , participou da XV Convenção da FCDL. De quebra, ainda me escalaram para mediar uma das melhores mesas do evento com o Fred Alecrim (Ponto de Referência), Fábio Seixas (Camiseteria) e Júlio Vasconcelos (Peixe Urbano). Acabo de postar umas fotinhas logo abaixo. Cousa fina.

Olha eu aí, apresentando os palestrantes. Só fera!

 

Fábio Seixas e Fred Alecrim se preparam para falar.

Com Marcelo Rosado e grande elenco. Turma boa.

Com a diretora executiva do evento, Diana Petta, única personalidade para quem pedi que tirasse uma foto comigo.

Thiago Lajus, diretor do Comitê Analytics.

Mas vale salientar que este evento ocorreu há mais de 20 dias, antes de eu ter saído de férias. Fui à Grécia e a Madrid. Depois, postarei fotos aqui. Andei comprando uns livros e quadrinhos legais dos quais falarei também em momento oportuno. Um deles é a biografia dos escritores Beats (Kerouac, Ginsberg e Bourghous) feita pelo Harvey Pekar. Também comprei um livro-catálogo do Banksy, a série The Walking dead (a HQ) e, para presentear, “Zombie Evolution – O livro dos mortos-vivos no cinema”, uma espécie de enciclopédia do gênero. O livro do Banksy foi de presente pro Caio Vitoriano, o dos Beats será emprestado ao Pablo Capistrano e o dos zumbis darei para o professor Gustavo Bitencourt.

Aliás, já que estou postando aqui algumas fotinhas, encontrei, por acaso na net, umas imagens de eventos de anos passados em que estive ao lado deste jovem, compondo mesas literárias. Foram na Feira do Livro de Mossoró de 2005 e no Encontro Potiguar de Escritores de 2007. Publico também para registrar aqui.

Eu, o professor da UERN Tobias e Pablo na Feira do Livro de Mossoró.

Pablo, Sheyla Azevedo e eu no Encontro Potiguar de Escritores.

4 Imagens

maio 10, 2011

IMAGEM 1

Amigos, esta é a mais nova blusa dos Jovens Escribas, a última da coleção Primavera Verão. Custa R$ 35,00 e quem comprar duas, ganhará o livro de Pablo Capistrano que sairá dentro em pouco pela Jovens Escribas.

IMAGEM 2

Abaixo podemos ver eu e o professor Caio Vitoriano em momento de grande tensão no aniversário de nossa amiga em comum, Carolina Carvalho. Ninguém se machucou durante a produção desta foto.

IMAGEM 3

Time do Comitê / Rits em formação. Craques do futsal.

IMAGEM 4

Aqui podemos ver os 3 melhores jogadores do Comitê / Rits em ação. Thiago e Fialho super ligados no jogo e Pedro Victor cantando o hino nacional com 2 horas de delay.

Lançamento de “Do Fundo do poço se vê a lua” – Mais Imagens

abril 11, 2011

Hoje postarei mais algumas imagens da passagem de Joca Reiners Terron por Natal, especialmente seu lançamento no Gringo’s.

Pablo folheia o recém adquirido exemplar autografado pelo autor.

Com o jornalista Yuri Borges do Diário de Natal

Patrício Jr com dores na lombar e Márcio Nazianzeno com dor no braço direito, mas com Lucílio está tudo bem.

Joca autografa um exemplar do lendário "Hotel Hell' para os meninos da Revista Catorze.

Aliás, por falar nos caras da Catorze, eles fizeram uma matéria bem legal sobre o autor.

Confiram:

http://revistacatorze.com.br/2011/a-literatura-que-absorve 

Duas das maiores autoridades literárias da Praia de Pipa

Samuca e Márcio Wilhelm

Nina e eu, cicerones do escriba ilustre.

Márcios

P&B

E vejam também um comercial dos documentários “Amores Expressos” que registrou as aventuras de 16 autores pelo mundo a fim de escrever histórias de amor. Entre os autores, está Joca Terron, pois foi este projeto que resultou no livro “Do fundo do poço se vê a lua”.  Cliquem abaixo para assistirem:

Ainda esta semana, registraremos no blogue dos Jovens Escribas, que fica lá na nossa loja virtual (www.jovensescribas.com.br), alguns momentos do lançamento do livro “Pés no Caminho, Campo de Estrelas”. Divulgarei.

Lançamento de “Do Fundo do poço se vê a lua” – Imagens

abril 1, 2011

Pablo explica: "Naqueles tempos coloniais, eram os nativos potiguares, canibais sem enfado ou pudor, que comiam os europeus que aportavam aqui. Hoje, a história meio que mudou."

 

"E foi precisamente nesta igreja, na gloriosa data de 18 de dezembro de 2010 que o fidalgo Carlos Fialho se casou. Depois disso, ela entrou pra história da cidade."

No último dia 21 de março, esteve em Natal o escritor Joca Reiners Terron, para lançar a convite dos Jovens Escribas, seu mais recente livro, o romance “Do fundo do poço se vê a lua”. Na ocasião, ele também deu seu depoimento para um vídeo que estamos produzindo com os caras do @ladoerre sobre os JEs, proferiu palestras para estudantes da escola estadual Anísio Texeira e para os alunos do curso de Letras da UnP, teve uma aula de campo sobre a história de Natal com Pablo Capistrano, lançou o livro no Gringo’s Bar, em Ponta Negra, e se foi.

Abaixo, seguem imagens que registram a passagem do autor na terrinha:

"Tenho aqui ao meu lado, uma das maiores nulidades..., opa, quero dizer: uma das maiores sumidades dos Jovens Escribas."

 

"Muito obrigado, Joca. E tenha a certeza: muito em breve, estarei igual a você." "Como assim? Consagrado?" "Não. Careca."

 

Professora Célia Barbosa, coordenadora do curso de Letras da UnP.

Professora Conceição Flores, entusiasta do projeto "Jovens Escribas Convidam".

 

Professoras do Curso de Letras prestigiam o bate-papo.

 

Alunos do Anísio Texeira lotam o auditório para ouvir o autor falar sobre o prazer da leitura.

 

Os jovens ficaram felizes com o papo, satisfeitos com as ótimas histórias de Joca e impressionados com sua barba tão vistosa.

 

A turma do Cais da Leitura com atenção total na dupla de feiosos testudos lá na frente.

 

Na segunda palestra, o público era de alunos de Letras e público em geral.

 

Na plateia, gente ilustre como o Dr. Elmano que bateu um papo com o autor.

 

Mais uma palestra com casa cheia.

 

"E aí, galera? Quem se anima a ir no Gringo's logo mais?"

"Olá, Joca. Sou o Wesley, sócio do Gringo's." "Beleza. Então converte o valor deste exemplar em Heinekens. Pode ser?"

Esta foto, vocês devem ter percebido, é só pra mostrar as camisetas mesmo.

Clima descontraído para o autor e os leitores se sentirem mais à vontade.

Os eventos no Gringo's são sempre cheios de gente bacana.

 

Os ilustríssimos Mário Ivo, Flávia Assaf e Adriano de Sousa.

 

Liane e Nina e o Papai Noel Psicopata

Carol Carvalho e Diana Petta, gatations.

Pablo Capistrano e Joca Reiners Terron. Uma foto para a posteridade.

"Literatura é massa pra encher a cabeça de ideias, jovens!" Caio Vitoriano

 

"Um brinde e voltem sempre a este blogue, pois o Fialho me disse que vai atualizar com mais fotos daqui a alguns dias."

A Arte de Giovanna e Geórgia # 2

fevereiro 15, 2011

Conforme prometido, aqui vão mais algumas fotinhas das jovens Giovanna e Geórgia, as meninas de Giovanni Sérgio.

Quem quiser conhecer mais do trabalho das meninas, acesse: http://www.flickr.com/photos/giovannaegeorgia/

A arte de Giovanna e Geórgia

fevereiro 9, 2011

Giovanna Rêgo e sua irmã mais nova, Geórgia Hackradt são duas fotógrafas que estão mandando muito em trabalhos de raro capricho e excelente qualidade. As mocinhas trazem a arte de apreender imagens e roubar almas em suas genealogias, uma vez que são filhas de Giovanni Sérgio e irmãs de Renan Rêgo.  

Pego emprestado, com a devida licença das garotas, que fique claro, alguns de seus trabalhos recentes e divulgo aqui neste sítio pessoal.

Apreciem:

Giovanna e Geórgia

 

Depois eu posto mais.

Mas quem quiser ver o trabalho completo das meninas, acessem o Flickr delas.

O delas é http://www.flickr.com/photos/giovannaegeorgia/ .

Feliz Natal 2010

dezembro 24, 2010

 

Se você curte uma white vibe. 

White Christmas

Se você curte uma black vibe.

Se você errou de festa.

Se você tem amigos legais.

Se você trabalha num lugar ducaralho.

Enfim, seja qual for a sua onda.

Um feliz Natal.

E que 2011 seja duca pra todo mundo!

Jovens Escribas – Eu visto essa camisa.

dezembro 10, 2010

Os Jovens Escribas estão lançando modelos de camisas para financiar o livro “É preciso ter sorte quando se está em guerra” de Pablo Capistrano. Muita gente boa, como artistas locais e personalidades estão aderindo a esta campanha. Aqui temos alguns dos jovens célebres que já vestiram essa ideia.

.”]

Thiago Lajus - Diretor de planejamento da agência de publicidade Comitê Criativo.

 

Fernando Liberatto - percussionista da João Teimoso Rock Band.

 

Sávio Melo - um nome que já dispensa apresentações.

 

O Comitê Criativo veste essa camisa (registro feito em nossa sede social).

Mais fotos do lançamento de “Cachalote”.

dezembro 8, 2010

Como vi que a turma gosta bastante de fotos e o lançamento de Cachalote rendeu ótimas imagens, publico mais algumas que ficaram de fora. Aproveitem, amigos:

Antes de lançar em Natal, os caras tinham passado por João Pessoa.

 

E também por Pipa.

 

Outros livros do Galera também estiveram a venda na noite.

 

Lançamento + Heineken = sucesso!

 

Louise e o menino de Vicente.

 

"Vem cá, Boy Bruce Cara de Galado é o seu nome de verdade? Posso te desenhar?"

 

Maurício Fontinele e o comandante Cobra.

 

Larissa "Mamãe quero ser Pinup" e Patrício Jr.

 

Nina, Renato, Caio e Boy Bruce.

 

Bárbara, Daniel Guanabara e Carol Carvalho.

 

Hugo Morais, Ramon e Fábio Faria

 

Registro ao lado dos caras. As camisas dos Jovens Escribas ficaram bem neles.

Lançamento de Cachalote – Natal (RN) – Novembro de 2010

dezembro 1, 2010

Li nos jornais: “Daniel Galera e Rafael Coutinho na programação oficial da Flipipa”. Imediatamente uma luzinha se acendeu sobre minha cabeça e resolvi convidar os rapazes, em nome dos Jovens Escribas, para lançar o livro em quadrinhos “Cachalote” em Natal.

Toparam, mas com uma condição: queriam um lançamento em clima mais informal, em um bar, por exemplo. Explicaram que estariam encerrando uma turnê de lançamentos que passaria por Rio de Janeiro, Ouro Preto, Olinda, João Pessoa, Pipa e, por fim, Natal. Por isso, não gostariam de encerrar o passeio dentro de um shopping center. Amém.

Os autores numa rara foto de divulgação que é puro charme.

Articulamos com os amigos Wesley e Wilson, proprietários do Gringo’s Bar, em Ponta Negra. Os caras abririam a casa numa segunda-feira, dia de recesso do bar. Pedimos para o jornalista Fábio Farias da Revista Catorze preparar um release e a Milena Azevedo da Garegem Hermética que nos ajudasse com a divulgação. Por fim, a Cia das Letras e a Potylivros cuidaram da vinda dos livros até Natal. E assim, viabilizamos o evento, da mesma forma em que fazemos tudo dos Jovens Escribas: coletivamente e com toda a ajuda possível dos amigos.

O convite virtual.

Fiquem agora com algumas imagens do lançamento de “Cachalote” no Gringo’s Bar, na segunda-feira, 22 de novembro de 2010.

Em Pipa, vendendo o peixe: os autores gravaram entrevista sobre o lançamento no RNTV.

 

A seus postos

 

Milena Azevedo, uma das maiores entusiastas dos quadrinhos natalenses posando pra foto.

 

Já Fábio da Revista Catorze, estranhamente não quis tirar foto com os caras. Tudo bem. Respeito.

Los Gringos Wilson e Wesley, donos do bar. Não, eles não são irmãos.

 

Patrício, Galera, eu e Coutinho. "Poxa, Fialho, muito obrigado por nos deixar usar a camiseta dos Jovens Escribas esta noite." De nada, senhores. Estamos sempre às ordens.

 

Esse era o clima.

 

Evento disputado. Muita gente veio prestigiar.

 

Gatations culturais: Nina, Bárbara e Louise.

Essa não foi a primeira vez de Daniel Galera em Natal. Ele esteve aqui em 2007 durante um mês, no qual participou da Feira do Livro de Mossoró, lançou os livros “Mãos de cavalo” e “Até o dia em que o cão morreu”, escreveu os capítulos finais do romance “Cordilheira”, curtiu lugares como Pirangi, Pipa, Galinhos e o Mercado da Redinha, fez amigos e quase não foi embora. Teve que ser praticamente enxotado. É desta época a fotografia abaixo:

Daniel, Caio, eu, Galera e Flávio.

3 anos depois, repetimos os personagens em mais um registro:

Caio, Flávio, Galera, eu e Daniel.

 

Audiência qualificada: Renatoo, Lucílio e Solino.

 

Nina e eu.

 

Rafael Coutinho troca ideias com Daniel "Boy Bruce".

 

Patrício comunica a Galera que já é tarde e precisa partir...

 

...e o Galera lamentou profundamente.

 

Mas conta pra gente, jovem autor, você gostou do evento?

É isso aí, amigos. Estas foram algumas fotos selecionadas. Ainda existem várias em arquivo. Se baixar o Bob Flash em mim de novo, postarei-as para que vocês as vejam. Valeu! FUIalho.

A editora que a Burrocracia não deixa ser.

outubro 20, 2010

Essa postagem poderia ser o registro de um momento histórico.

Mas não é.

Tudo porque vivemos num país cheio de regras e obstáculos para dificultar ao máximo aqueles que querem construir algo, produzir, trabalhar, montar uma empresa.

Nossa epopeia começou quando decidimos transformar o nosso singelo selo literário, o famigerado “Jovens Escribas”, em editora registrada na Biblioteca Nacional e empresa constituída junto aos órgãos competentes.

"Vamos abrir uma editora?" "Hômi! Dá pra tomar uma Kaiser antes?"

Fizemos tudo conforme as normas e leis vigentes. Contratamos uma contadora, reunimos os documentos necessários, elaboramos um contrato, assinamos e pagamos as taxas exigidas.

Demos entrada na junta e, por causa de um erro de digitação em um dos 237 documentos que havíamos providenciado (saiu um R intruso e acabamos grafando “Jovens EscribRas”), voltou tudo e exigiram que imprimíssemos novamente as 4 cópias e assinássemos.

Se a gente deixasse o nome da editora com um errinho de digitação, vocês acham que pegaria mal?

Lá fui eu imprimir a porra toda, ir atrás de Patrício e Minchoni para que eles assinassem. Dessa vez quisemos registrar o momento, uma vez que estávamos dando um passo muito importante para a trajetória desse nosso selo literário que tantas alegrias e amizades tem nos trazido de 2004 pra cá. As fotos da solenidade de assinatura do contrato são essas que seguem: 

"Minha outra caneta é uma Mont Blanc."

 

"A gente pode continuar se chamando Jovens Escribas depois dos 30?"

 

"Vou escrever uma posia marginal aqui nas margens deste contrato."

 

Depois de assinada a papelada, apresentamos os documentos novamente e pronto. Já podíamos tirar uma fotografia comemorativa.

O mais revoltante de tudo é que vestimos nossas melhores roupas para esta importantíssima ocasião.

 

Agora, era só esperar. Certo?

Errado.

Os órgãos competentes encontraram uma irregularidade na sala que havíamos arranjado e mobiliado a duras penas para ser a nossa sede.Um probleminha no “sequencial do imóvel” que é um número que consta no carnê do IPTU.

Além de ter que refazer o contrato, alterar as informações dos papéis, ainda tivemos que buscar uma outra sala que possa servir de sede para esta nossa nascente editora.

Encontramos um lugar que, talvez, quem sabe, esperemos, poderá servir. Nossa brava e incansável contadora, Josy, está averiguando junto aos órgãos competentes (sim, sim, é com ironia mesmo que tenho escrito isso desde o início do texto.) se o novo imóvel poderá abrigar nossos projetos editoriais.

Enquanto a resposta não chega, o novo livro de Pablo Capistrano aguarda e a série Escribas de Bolso também. Além de várias outras iniciativas que vamos viabilizar com a nossa editora constituída.

Em todo caso, publico aqui no blogue os momentos felizes (apesar de breves) em que pensamos ter finalmente legalizado nossa editora.

Não deu.

Os órgãos preferiram que nós continuemos na informalidade em vez de pagando impostos pelos produtos e serviços que já poderíamos estar oferecendo.

Espero que as fotos sirvam de bons presságios para que, muito em breve, eu noticie aqui a realização desta nossa antiga aspiração.

Torçam aí.